APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E AGRICULTURA FAMILIAR NOS TERRITÓRIOS

Objetivo: Capacitar agentes públicos e representantes de organizações da sociedade civil para o desenvolvimento de políticas públicas, programas e projetos de Educação Ambiental no contexto da Agricultura Familiar.

Público-alvo: Gestores e servidores públicos, Profissionais de ensino, representantes de organizações da sociedade civil, lideranças de movimentos de campo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

CAPÍTULO 1 – RECOMENDAÇÕES E REGRAS DO CURSO

1.1 – Como utilizar a Plataforma de Ensino

1.2 – Recomendações técnicas

1.3 – O Ministério do Meio Ambiente

1.4 – Apresentação do curso

 

CAPÍTULO 2 – EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL: ASPECTOS INTRODUTÓRIOS

2.1 – Um ponto da história da questão ambiental

2.2.1 – Agricultura Familiar: construção do conceito e definição legal

2.2.2 – A Agricultura Familiar segundo o Censo Agropecuário de 2006

2.2.3 – A multifuncionalidade da Agricultura Familiar

2.2.4 – Povos Tradicionais, agroextrativismo e agricultura

2.3 – O Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (PEAAF)

2.4 – Exercícios de fixação

2.5 – Referência bibliográfica

 

CAPÍTULO 3 – CENÁRIO SOCIOAMBIENTAL RURAL BRASILEIRO

3.1 – Uma breve história da agricultura brasileira

3.2.1 – Espaço e território

3.2.2 – As lutas camponesas

3.2.3 – A Revolução Verde e seu pacote tecnológico

3.2.3.1 – Resultados da Revolução Verde

3.2.4 – Campesinato e agronegócio

3.3 – Exercícios de fixação

3.4 – Referências bibliográficas

 

CAPÍTULO 4 – SUSTENTABILIDADE E AGROECOLOGIA: CONCEITOS E FUNDAMENTOS

4.1 – Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável

4.2 – Sustentabilidade na agricultura

4.3 – A nova legislação para proteção florestal e regularização ambiental das propriedades rurais

4.4 – A Agroecologia: conceitos e questões para o debate

4.4.1 – Biodiversidade: diversidade de espécies e variedades

4.4.2 – Sementes

4.4.3 – Solo fértil é solo vivo

4.4.4 – Economia solidária e organização dos agricultores e agricultoras familiares

4.4.5 – Equidade e questões de gênero e geração

4.4.6 – Autonomia dos agricultores e agricultoras

4.4.7 – Soberania e segurança alimentar e nutricional

4.5 – Exercícios de fixação

4.6 – Referências bibliográficas

5.2.3.3.1 – Fotos, vídeos e músicas

5.2.3.3.2 – Dramatização

5.2.3.3.3 – Leitura de textos

5.2.4 – Educomunicação

5.2.4.1 – O caráter educativo da comunicação

5.2.4.2 – Estratégias educomunicativas

5.3 – Avaliação do processo educativo

5.4 – Exercícios de fixação

5.5 – Referências bibliográficas

 

CAPÍTULO 6 – ORGANIZAÇÃO DA OFICINA TERRITORIAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E AGRICULTURA FAMILIAR

6 – Organização da Oficina Territorial de Educação Ambiental e Agricultura Familiar

6.1 – O Plano Político Pedagógico e sua articulação com o PEAAF

6.1.1 – As bases metodológicas

6.1.2 – Os sujeitos que elaboram o PPP

6.1.3 – As dimensões lógicas da elaboração

6.2 – A metodologia da Oficina Territorial

6.3 – Conclusão

6.4 – Exercícios de fixação

6.5 – Pesquisa de Satisfação e

Certificado de Conclusão

6.6 – Referências bibliográficas

 

CAPÍTULO 5 – FUNDAMENTOS E ESTRATÉGIAS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA AGRICULTURA FAMILIAR

5.1 – Fundamentos para a prática pedagógica

5.1.1 – Práxis

5.1.2 – Trabalho, natureza e cultura

5.1.3 – Educação, identidade cultural e mística

5.1.4 – A realidade concreta como ponto de partida

5.1.5 – Todos somos educadores e educandos ao mesmo tempo

5.2 – Estratégias para a prática pedagógica

5.2.1 – O diagnóstico socioambiental do território

5.2.2 – A pesquisa-ação participante

5.2.2.1 – A produção de conhecimentos na pesquisa-ação participante

5.2.2.2 – A aprendizagem no processo da pesquisa-ação participante

5.2.2.3 – Etapas da pesquisa-ação participante

5.2.2.4 – A formação do grupo de pesquisa-ação participante

5.2.3 – Investigação de Temas Geradores

5.2.3.1 – A organização do conteúdo programático da educação

5.2.3.2 – Codificação e descodificação da realidade

Última atualização: sexta, 27 Out 2017, 19:29